BTT ROCKRIDER e ST 520

REF: 8607197, 8654920, 8654913, 8580822

BTT ELÉTRICA ROCKRIDER E-ST 500 (2022)

2022

Esta BTT elétrica foi concebida para saídas todo o terreno, com desníveis (percursos com declives e montanhosos).

É uma bicicleta perfeitamente adaptada para progredir e descobrir novos horizontes em BTT.

Primeira utilização

Encher os pneus com montagem de origem (tubetype)

A pressão dos pneus deve ser particularmente vigiada quando se trata de uma bicicleta elétrica.
As rodas são fortemente solicitadas pelo motor e pelo peso da bicicleta.

Sobre a montagem de origem com câmara de ar (Tubetype):

Para minimizar os riscos de furo e aumentar a autonomia da bicicleta, deverás encher os pneus com uma pressão a partir de 1.8 bar.

Se procuras maior aderência e conforto, podes diminuir a pressão. Se procuras maior autonomia e rendimento no pedalar, poderás encher um pouco mais o pneu.

Certifica-te de que não ultrapassas as pressões máximas E mínimas indicadas na lateral do pneu.

Uma pressão demasiado reduzida favorece os trilhamentos da câmara de ar e pode danificar a jante durante a passagem por um obstáculo, enquanto uma pressão demasiado elevada pode fazer rebentar a câmara de ar, o pneu, ou deformar para sempre a jante.

Um pneu bem enchido é um elemento essencial na prática desportiva. Lembra-te assim de controlar regularmente a pressão dos pneus.

ENCHER-OS-PNEUS-BTT-ROCKRIDER-ST540

Encher os pneus com montagem tubeless

A montagem TUBELESS é uma boa forma de aproveitar plenamente o rendimento do pneu. A pressão é menor (na ordem de meio bar) do que num pneu Tubetype. Menos cheia, a "carcaça" do pneu poderá entrar em contacto com o solo. Isso pode acontecer sem que a câmara de ar o possa impedir.

Numa montagem Tubeless, o objetivo consiste em baixar a pressão para beneficiar de todo o rendimento do pneu, sem que a jante toque no solo ao passar por um obstáculo.

Procura não exceder 3 bar de pressão numa montagem TUBELESS, já que as jantes em alumínio se podem deformar.

Um pneu bem insuflado é um elemento essencial da sua prática desportiva. Lembra-te de verificar regularmente a pressão dos pneus.

ATENÇÃO: Contrariamente às jantes, os pneus HUTCHINSON Cougar não são Tubeless Ready.

Primeira utilização
Afinar a suspensão

A regulação da tua suspensão SR SUNTOUR XCM deve ser personalizada em função do teu estilo de condução, do terreno e do teu gosto pessoal, mas também, e sobretudo, em função do teu peso.

Na suspensão só existe um tipo de regulação: A pré-tensão

A pré-tensão determina a dureza da tua suspensão. Para a regular, roda o botão localizado à esquerda da suspensão. A deslocação no sentido dos ponteiros do relógio apertará o ressalto e tornará mais rígida a suspensão. A deslocação no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio irá soltá-lo e tornará menos rígida a suspensão. A roda à direita é utilizada para bloquear a suspensão, é útil durante os percursos em zonas de maior andamento.

É possível bloquear a suspensão para otimizar o rendimento da tua bicicleta nas zonas pouco acidentadas e de bom andamento. O botão encontra-se por cima do T da suspensão, do lado direito.

REGULAR A SUSPENSÃO
Fazer a rodagem aos travões

Quando a tua bicicleta sai da loja, as pastilhas e os discos estão novos e a performance dos travões é reduzida. Uma intensa e contínua travagem a frio (por exemplo numa descida) pode levar ao sobreaquecimento e a uma "vidragem" das pastilhas.

Para evitar esse fenómeno, que inutiliza completamente os travões, recomendamos que faças a rodagem aos travões. A rodagem será alcançada depois de cerca de 10 travagens por cada travão. Uma travagem representa uma desaceleração forte para passar de 25 a 5km/h, mas sem bloquear a roda, utilizando um único travão de cada vez.

Se surgir uma fina camada com aspeto liso e brilhante nas pastilhas, significa que estão, sem dúvida, vidradas. Para solucionar o problema e evitar eliminá-las, poderás retirar-lhes a vidragem lixando-as ligeiramente com uma lixa relativamente fina (p120). Lembra-te de colocar luvas e uma máscara durante o lixamento das pastilhas. Por fim, volta a colocar as pastilhas e volta a sujeitá-las a uma nova rodagem.

FAZER A RODAGEM AOS TRAVÕES
Ajustar a altura do guiador 

Por predefinição, o guiador está ajustado o mais alto possível (posição que permite ter as costas mais direitas e, por isso, mais confortável).

Para maior aerodinamismo e eficiência da pedalada, podes baixar o guiador para ficares um pouco mais dobrado (posição com as costas mais inclinadas e mais desportiva).

Para tal, basta deslocares os espaçadores por baixo do avanço da bicicleta, realizando as etapas descritas neste vídeo.

AJUSTAR A ALTURA DO GUIADOR

Alinhar a direção

Um bom alinhamento do guiador permite-te evitar dores nos braços e ombros para além de melhorar a tua experiência em BTT. Visualiza este vídeo para aprenderes a alinhar o guiador.

ALINHAR A DIREÇÃO

Orientar os manípulos dos travões

É necessário orientar corretamente os manípulos dos travões para uma maior segurança e um conforto superior na bicicleta. Visualiza este vídeo para aprenderes a orientar os manípulos dos travões.

ORIENTAR OS MANÍPULOS DOS TRAVÕES

Montar o meu gps

A tua BTT é compatível com o suporte de ciclómetro bicicleta para avanço (ou Computer Stem). Podes montar diretamente aí o teu ciclómetro/GPS GARMIN ou SIGMA.

NB : Se utilizares espaçadores acima da potência, o suporte não se irá apresentar corretamente e deverás "serrar" ligeiramente o espaçador com a ajuda de um cortador. Se os espaçadores se situam abaixo da potência, o computer stem adapta-se perfeitamente.

MONTAR O MEU GPS

Ajustar a altura do selim

Uma boa altura do selim permite-te melhorar o conforto e a performance na bicicleta. 

Coloca-te de pé ao lado do seu selim. Solta o aperto rápido, abrindo a sua alavanca. Empurra ou puxa o selim para o colocar ao nível da tua bacia. Prende o aperto rápido voltando a fechar a alavanca. Para uma maior precisão, vê o nosso vídeo tutorial.

AJUSTAR A ALTURA DO SELIM

Ajustar o recuo do selim

Ajustar o recuo do selim permite-te melhorar o conforto e a performance com a bicicleta. Vê este vídeo para aprenderes a ajustar o recuo do selim.

AJUSTAR O RECUO DO SELIM

Substituir os pedais

Visualiza este vídeo para aprenderes a substituir os pedais. 

Se optares por pedais automáticos, deverás treinar para fixar e soltar o teu calçado de modo a evitar eventuais quedas durante as tuas saídas. 

SUBSTITUIR OS PEDAIS

Passar para rodas tubeless

Para limitar os riscos de furo ou trilhamento da câmara de ar e melhorar a aderência e o conforto, podes passar as rodas BTT para TUBELESS.

As tuas rodas são Tubeless Ready, significa que o fundo de jante estanque já foi colocado. Faltam-te apenas um par de pneus Tubeless Ready, válvulas Tubeless (PRESTA) e líquido preventivo (antifuro). Lembra-te de colocar luvas e óculos para te protegeres em caso de um eventual rebentamento.

Para passares as tuas rodas para Tubeless, segue estas etapas:

1. Desmontar a roda
2. Retirar o pneu e a câmara de ar de origem da jante
3. Verificar se o fundo da jante está bem assente e se apresenta bolhas ou cortes
4. Inserir uma válvula TUBELESS pelo interior, no orifício da jante
5. Colocar entre 60 mL e 90 mL (de acordo com a largura do pneu) de líquido preventivo anti-furo
6. Montar o novo pneu específico TUBELESS READY
7. Encher bem a roda para que o pneu fique bem encaixado na jante.
Atenção, não deves nunca ultrapassar os 3 bar de pressão, arriscas-te a rebentar o pneu ou a danificar as jantes.

Se a operação te parecer demasiado delicada, dirige-te à oficina DECATHLON mais próxima para efetuá-la.

BTT ELÉTRICA ROCKRIDER E-ST 900 LARANJA

Manusear o meu ecrã

O Botão Iniciar/Parar permite-te ligar e desligar o ecrã. Utiliza a seta a apontar para cima ˄ e a seta a apontar para baixo ˅ para navegares entre os diferentes modos de assistência:

Modo 0 - Desativado
Modo 1 - Económico +60%
Modo 2 - Normal +120%
Modo 3 - Boost +280%

Em cada um dos modos de assistência à exceção do Modo 0, uma pressão longa sobre o botão ˄ permite-te lançar o Modo Pedestre, função esta que facilita a tarefa de empurrar a bicicleta, quando te encontras a pé.

A tua BTT não possui iluminação, não sendo, por isso, utilizado o botão associado. Convém, ainda assim, saberes que se ativares a iluminação com este botão, uma pressão longa permitir-te-á desligá-la.

Tens questões sobre a tua bateria? 

Quanto tempo a bateria deve ficar a carregar?

A bateria precisa de 3h para realizar uma carga completa (de 0 % a 100 %).

Posso utilizar a bicicleta se a bateria estiver descarregada?

Trata-se de uma bicicleta com assistência elétrica. É perfeitamente possível pedalar sem esta assistência.
Nestas condições, o peso adicional relacionado com o sistema de assistência poderá fazer-se sentir.

Posso deixar o carregador ligado à bateria mesmo se esta já estiver totalmente carregada?

Para evitar quaisquer riscos elétricos, não é aconselhável deixar mais de 24 h a tua bicicleta/bateria no sector.
Quando a bateria está totalmente carregada, o carregador desliga-se. É possível identificar graças ao LED indicador do carregador, que passa a verde

Devo esperar que a minha bateria esteja totalmente descarregada para a pôr a carregar?

Não, as baterias células de lithium-ion não têm efeito de memória. Podem assim ser carregadas a qualquer momento.
É aconselhável carregar a bateria regularmente para preservar o seu bom desempenho.

A bateria vai carregando enquanto pedalo?

Não, não existe efeito de "dínamo". Alguns sistemas permitem carregar a bateria em andamento ou nas travagens, mas o rendimento mantém-se muito baixo.

O que devo fazer com a minha bateria quando ela estiver gasta?

Quando a tua bateria atingir o seu fim de vida útil, poderás entregá-la na tua loja DECATHLON para que ela seja reciclada por um organismo especializado.

Como armazenar a minha bateria?

É obrigatório guardar e carregar a bateria num local fresco (entre +10 °C e +25 °C), seco e abrigado do sol.
Não guardar a bateria descarregada (com menos de 10% de carga) para evitar uma descarga total, uma vez que isto pode provocar um mau funcionamento.
Se possível, deverás recarregar a bateria a 60% (mesmo que não usada) pelo menos uma vez por ano para evitar uma descarga total e uma alteração das capacidades da bateria.

Onde posso comprar uma segunda bateria?

Podes comprar uma nova bateria na tua oficina DECATHLON.
Contacta a oficina mais próxima de ti para saberes a disponibilidade e o prazo de entrega deste componente.

Qual é o tempo de vida útil da minha bateria?

A tua bateria tem garantia de 2 anos ou 500 ciclos (1 ciclo = 1 carga a 100% + 1 descarga a 100% ou 2 cargas a 50% + 2 descargas a 50%). No final destes 500 ciclos, garantimos uma autonomia sempre superior a 80% em relação à autonomia da bateria nova. 

equipamento-btt-st520-rockrider

Equipamento necessário para resolver contratempos

Para reparar um furo, uma quebra de corrente ou qualquer outro problema grave, não hesites em equipar-te antes de uma saída em BTT. Eis uma seleção de produtos que poderão ajudar-te numa série de contratempos técnicos. 

Estou com um problema

> ELÉTRICO

A minha bateria não carrega

1. VERIFICA A LIGAÇÃO ENTRE BATERIA > CARREGADOR > TOMADA ELÉTRICA
Verifica se o carregador utilizado é o carregador de origem fornecido pela DECATHLON.
Liga o carregador à bateria e a uma tomada de alimentação elétrica.
LED carregador Vermelho fixo = a bateria está a carregar.
LED carregador Verde fixo = a bateria terminou o carregamento.
LED carregador com luz intermitente = a bateria ou o carregador estão com um problema.
O tempo de carga de uma bateria totalmente descarregada é de 6h.

2. CERTIFICA-TE DE QUE NENHUM RESÍDUO ESTÁ A CRIAR OBSTÁCULOS À CARGA
Os conectores do carregador e da bateria devem estar limpos. Nenhum resíduo deve impedir o contacto entre o carregador e a bateria.

3. É POSSÍVEL QUE APENAS OS LED INDICADORES SOBRE A BATERIA ESTEJAM COM DEFEITO
Dirige-te a uma oficina DECATHLON para reparação.

Um ou mais led da minha bateria estão a piscar

O ÚLTIMO LED ESTÁ A PISCAR (o mais afastado do botão da bateria).
A bateria está quase descarregada e deve ser recarregada. Liga a bateria ao carregador.

O 4.º LED ESTÁ A PISCAR
A bateria está sob tensão e já não é carregada há algum tempo. Liga-a o mais rápido possível para evitar uma descarga total e uma alteração das capacidades da bateria.

OUTRO LED ESTÁ A PISCAR
A bateria deparou-se com uma anomalia que está a causar um mau funcionamento. A anomalia pode ser provisória ou permanente. Dirige-te a uma oficina Decathlon para realizar o diagnóstico da bateria e da bicicleta.

LED bateria
Tenho um código de erro no meu ecrã

É possível que um código de erro apareça no teu ecrã.

Todos os códigos de falha são registados nos avisos elétricos. Cada código é acompanhado por um procedimento para resolução do problema.

Se o problema persistir ou se não conseguires realizar os procedimentos descritos, dirige-te a uma das oficinas DECATHLON para reparação.

A autonomia é fraca ou diminuiu

1. Assegura-te de que estás a seguir as boas práticas de utilização e de armazenamento.
A autonomia da bicicleta elétrica depende de diversos fatores:
> DA CARGA DA BICICLETA: A autonomia reduz-se se a bicicleta estiver sujeita a uma carga excessiva.
> DO TIPO DE PERCURSO: A autonomia diminui nas subidas.
> DA PRESSÃO DOS PNEUS: A autonomia melhora com pneus corretamente enchidos.
> DA TEMPERATURA EXTERIOR: A autonomia é reduzida com tempo frio (até -50%).
> DO MODO DE ASSISTÊNCIA UTILIZADO: Recomenda-se a redução do modo de assistência quando o nível da bateria está baixo.
> DO RESPEITO PELAS CONDIÇÕES DE CARREGAMENTO E DE ARMAZENAMENTO DA BATERIA.

2. Com o tempo, uma bateria pode perder as suas capacidades.
A sua autonomia vai deste modo ficando mais curta. Contacta a oficina da tua loja DECATHLON para realizar um teste de desempenho da tua bateria.

> MECÂNICO

Após várias utilizações, a minha roda ficou empenada

Durante as primeiras utilizações de uma bicicleta nova, muitos componentes irão naturalmente ceder e acamar.

É o caso dos raios que ouvirás certamente "ranger". Esse "ranger" resulta da torção residual decorrente da montagem.

Isto não significa que a roda está empenada. Se, no entanto, estiver empenada, aproveita a revisão gratuita oferecida nos primeiros 12 meses e dirige-te à oficina de uma das nossas lojas DECATHLON para reajustar esse ligeiro empeno.

RodaEmpeno
As velocidades não engatam corretamente

Ações para recuperar a correta passagem das mudanças:

1/ Verifica o cabo e a bicha:
1a. O mau posicionamento dos terminais das bichas pode interferir na tração do cabo do desviador e impedir a correta passagem das mudanças. Se for o caso, posiciona o terminal de bicha corretamente à mão.

1b. Se o desviador não se mover ao manusear a manete das velocidades, significa provavelmente que o cabo e a bicha estão emperrados. Será neste caso necessário substituir o cabo e a bicha.

Podes levar a tua BTT até uma oficina DECATHLON para substituição do cabo e da bicha ou fazê-lo em casa seguindo este vídeo. A única diferença com o vídeo é o facto de a bicha ser única e ir da manete até ao desviador passando por baixo do tubo diagonal do seu quadro.

2/ Verifica se a ponteira de desviador (dropout) não está empenada:
Um dropout empenado provoca o desalinhamento do desviador, que passa a não desempenhar corretamente a sua função. Coloca-te atrás da bicicleta e observa o alinhamento do desviador.

Se a ponteira estiver empenada, dirige-te a uma oficina de uma loja DECATHLON para a substituir.

NOTA: uma revisão completa e gratuita de todas as afinações da bicicleta é oferecida durante os primeiros 12 meses após a data de compra.

NB : Se utilizas regularmente a tua BTT em condições húmidas ou com lama, ou se lavas regularmente a tua bicicleta com água abundante, deverás substituir as bichas e cabos mais frequentemente. Desaconselha-se vivamente a lavagem da bicicleta a alta pressão, pois empurra a sujidade para o interior das bichas.

Perdi a minha chave

Se perdeste as duas chaves, dirige-te a uma oficina DECATHLON para mandar trocar o canhão. Ser-te-á fornecido então um par de chaves do novo canhão.

Bloqueio ST900

Cuido da minha btt

A manutenção da tua BTT é fundamental para aumentar a durabilidade dos componentes e para te oferecer ainda mais prazer na prática do teu desporto. Fora o aspeto estético de ter uma bicicleta limpa, negligenciar a manutenção pode levar a problemas que podem originar acidentes: cabos gripados, ferrugem, desgaste prematuro, etc.

Uma boa manutenção é benéfica para a prática desportiva. Os componentes irão durar mais tempo e o impacto ecológico da bicicleta será menor.

Com as primeiras pedaladas, alguns componentes podem dar ligeiramente de si.
É por isso que oferecemos uma revisão gratuita da sua BTT nos 12 meses a seguir à compra da bicicleta.

Como limpar a minha btt?

Para limpares bem a tua BTT, precisas de um detergente para bicicleta, de uma esponja e de uma escova.

Passa a bicicleta por água antes de aplicares os detergentes. Depois, utiliza a esponja e a escova para aplicar os produtos de forma eficiente. É importante deixar atuar o produto antes de enxaguar a bicicleta.
O enxaguamento deve ser feito a uma distância razoável para não danificar os elementos mecânicos.
Finalmente, seca a bicicleta com um pano seco, limpo e macio.

Para lavares a tua BTT elétrica, é importante deixares a bateria na bicicleta. Esta protegerá o motor de eventuais infiltrações!
Evita igualmente os sistemas de limpeza de alta pressão pois a água poderia penetrar nos rolamentos de esferas e danificar permanentemente os componentes elétricos!

Como guardar a minha btt ?

Guardar corretamente a tua BTT é indispensável para melhorar a sua duração de vida, sobretudo se tiver assistência elétrica.

Após uma saída, recomendamos que:
> Limpes a bicicleta para remover a lama ou a areia que poderiam corroer a sua BTT.
> Seques e lubrifiques a sua transmissão (evitando aplicar nos travões) para protegê-la da ferrugem e da corrosão.
> Guardes a tua BTT num local seco e fresco.

Para guardar a BTT durante o inverno , outras recomendações deverão ser seguidas:
> Encaixa o guiador no pequeno pinhão para libertar a tensão sobre os cabos.
> Carrega a bateria preferencialmente a 60%.
> Podes lubrificar a bicicleta com uma fina camada de vaselina, insistindo bem nos raios e cubos, nas jantes, no guiador e no avanço. Utiliza um pano limpo, ligeiramente embebido neste óleo; isso permitirá proteger os componentes das poeiras.
> Opta por suspender a BTT pelo quadro, para reduzir a pressão nos pneus e evitar possíveis fissuras.

Atenção: Fresco não significa frio! Evita a todo o custo as temperaturas demasiado elevadas ou demasiado baixas. Não guardes a tua BTT ao sol e tem atenção ao gelo do inverno.
A garagem pode ser uma boa solução, desde que o local permaneça seco e sem gelo no inverno, caso contrário, deves preferir o interior da tua casa.

COMO GUARDAR A MINHA ROCKRIDER e-ST900?
Melhorar a duração de vida da bateria

Para prolongar ao máximo a duração de vida da bateria, recomendamos:

- Não pressioná-la demasiado (uma BTT não é uma scooter!)
- Carregar a bateria com o carregador de origem e certificar-se de que o carregador está em bom estado
- Armazenar a BTT com um nível de carga de cerca de 60% (Não deixar a bateria ligada para além dos 100% e não a guardar completamente descarregada)
- Estacionar a BTT à sombra ou em zonas frescas.

Durante o transporte, lembra-te de retirar a bateria da BTT e de a arrumar no interior do veículo.

MELHORAR A DURAÇÃO DE VIDA DA BATERIA
Substituir as pastilhas dos travões

Nos travões de disco, deves trocar de pastilhas com regularidade. É suposto utilizares consideravelmente os travões e esta utilização tem um impacto no desgaste das pastilhas. 

Se sentires uma quebra na força, uma perda de performance ou um chiar do travão, as pastilhas poderão estar desgastadas. Para te certificares, verifica o revestimento presente nas pastilhas; se faltar menos de um ou dois milímetros, deverás substituí-las.

Poderás trocar sozinho as pastilhas de travão seguindo este vídeo ou poderás levar a tua BTTAE a uma oficina DECATHLON para que um dos nossos técnicos possa substituí-las. 

BTT elétrica e-ST900 ROCKRIDER
A manutenção da minha suspensão

A suspensão está entre os componentes que maior solicitação sofre numa BTT e a sua manutenção deve ser rigorosa para te assegurar um nível de conforto e uma total segurança em terrenos técnicos. Recomendamos-te que realizes regularmente a manutenção da suspensão.

São necessárias várias manutenções para prolongar o tempo de vida útil máximo da suspensão:

> Após cada saída, deverás limpar a sujidade dos pistões e das juntas anti-poeiras. Isto vai permitir minimizar o risco de a sujidade penetrar na bainha. Podes igualmente acrescentar lubrificante téflon para as juntas não secarem. Limpa, no entanto, o excesso para evitar a acumulação de poeiras.

> Após 50h de prática, podes desmontar a suspensão, limpá-la na totalidade e voltar a lubrificá-la. Esta manutenção é mais complexa uma vez que é necessária a desmontagem da suspensão. Aconselhamos-te a deixar a tua BTT numa das nossas oficinas DECATHLON de modo a evitar qualquer risco de danificação da suspensão.

Verificar o desgaste da corrente

Uma corrente desgastada provoca uma passagem de mudanças deficiente e um desgaste prematuro da cassette e do prato.

Podes verificar o desgaste da tua corrente graças a um verificador de desgaste. Basta colocares a ranhura do verificador entre duas malhas da corrente e deixar cair o outro lado sobre a corrente. Se este se enterrar totalmente entre duas malhas, significa que a corrente está desgastada e é fundamental substituí-la rapidamente para não deteriorar a cassette e o prato.

Recomendamos-te a troca da tua corrente a partir de 50% de nível de desgaste. Acima dos 75%, deverás substituir a corrente, a cassette E o prato, e é por esta razão que é preferível substituíres regularmente a corrente para evitar o desgaste prematuro do conjunto da transmissão.

Se utilizas a tua BTTAE para mobilidade, é preferível utilizar todos os diferentes pinhões da cassette ou um modo de assistência mais suave. Muitas vezes, os utilizadores têm de mudar toda a cassette porque o pequeno pinhão fica prematuramente desgastado devido à utilização demasiado frequente do modo turbo como modo de assistência (ou quando o pequeno pinhão é demasiado utilizado comparativamente com os outros).

NOTA: as BTT com Assistência Elétrica necessitam de uma corrente reforçada.

BTT elétrica e-ST900 ROCKRIDER

Acessórios compatíveis

BTT ROCKRIDER E-ST 900
Porta-cantil bicicleta 500

Instala o PORTA-CANTIL BICICLETA 500 no tubo horizontal da tua BTT E-ST 520

BTT elétrica e-ST900 ROCKRIDER
Iluminação

A tua BTT E-ST 520 não inclui luzes. No entanto, podes associar uma luz de 6V desde que seja considerada "Compatível Com Motor BROSE T Alumínio" ou com uma potência de 6W na dianteira e de 0,6W na traseira.

Os nossos engenheiros recomendam a marca Lezyne que oferece produtos com uma excelente relação qualidade/preço.

Disponível aqui (verifica a compatibilidade!):
https://www.alltricks.fr/C-136727-lezyne/N-802816-type~eclairage-arriere-vae/N-802816-type~eclairage-avant-vae

Atenção : Na maioria dos casos, os fabricantes de luzes fornecem as suas lâmpadas/cabos sem conetores de montagem, sendo, por isso, muitas vezes necessário cortar os cabos para ficarem com o comprimento adequado, depois desencapar, soldar ou montar com os dominós e proteger, de seguida, com uma fita adesiva de isolamento elétrico ou uma manga termoretrátil.

A operação representa um risco. Se não te sentes à vontade com os componentes elétricos, opta por te dirigires a uma oficina DECATHLON.

Peças de substituição

Precisas de mudar alguns componentes? Encontra aqui todas as nossas peças de substituição para a BTT E-ST 500 (2022).

ROCKRIDER E-ST 500 (2022)
E-st 500 homem Ver as peças sobresselentes
PEÇAS
E-st 500 mulher Ver as peças sobresselentes

Recupera o visual inicial da tua btt!

Os teus autocolantes decorativos estão estragados? Um dos teus componentes foi substituído por uma peça padronizada sem decoração?
Encontra os autocolantes de origem da tua BTT na oficina DECATHLON!

Os nossos técnicos poderão imprimir no local os autocolantes da tua BTT e colá-los diretamente nela.

BTT elétrica e-ST900 ROCKRIDER

Precisas de assistência?

Manual de utilizador e certificado de conformidade

BTT elétrica e-ST900 ROCKRIDER
manual picto

Precisas do manual elétrico da tua BTT E-ST 500?

Certificado de conformidade

Precisas da certificação de conformidade para a tua BTT E-ST 520?

manual picto

Precisas do manual elétrico da tua BTT E-ST 520?

INSTRUÇÕES e CERTIFICADO DE CONFORMIDADE

Precisas do manual da suspensão?

INSTRUÇÕES e CERTIFICADO DE CONFORMIDADE

Precisas do manual dos travões?

INSTRUÇÕES e CERTIFICADO DE CONFORMIDADE

Precisas do manual da transmissão?

BTT elétrica e-ST900 ROCKRIDER

Os nossos compromissos

A ROCKRIDER oferece uma garantia vitalícia à tua BTT para o quadro, o guiador e o avanço (em condições normais de utilização).

Para os outros componentes, a garantia é de 2 anos.

Com as primeiras pedaladas, alguns componentes podem dar ligeiramente de si. É por isso que oferecemos uma revisão gratuita da tua BTT nos 12 meses a seguir à compra da bicicleta.

A tua opinião conta!

Positiva ou negativa, a tua opinião interessa-nos muito. Esta é a razão porque a tua opinião é tão importante:

  • BTT elétrica e-ST900 ROCKRIDER

    Para que possas dar a tua opinião quando
    quiseres

    As opiniões dos clientes refletem o que eles pensam sobre a qualidade do produto!

  • A TUA OPINIÃO CONTA!

    Para ajudar a(o)s outra(o)s desportistas

    A tua opinião será útil para todos os desportistas no momento de fazerem a sua escolha de compra!

  • A TUA OPINIÃO CONTA!

    Para contribuir para a melhoria dos nossos produtos

    Utilizamos as tuas opiniões para melhorar a conceção dos nossos novos produtos!