Estás pronto a enfrentar o teu primeiro furo durante uma corrida de estrada e fazer uma reparação rápida sem desmontar a roda. No entanto, atenção… Terás de desmontar a roda se o furo for demasiado grande. Neste caso, a substituição da câmara de ar é obrigatória.

Instruções de utilização do remendo (com cola) para câmara de ar // BTWIN

PORQUÊ REPARAR SEM DESMONTAR A RODA?

Apesar de tudo, é mais fácil reparar um furo removendo a roda… Quais são assim as vantagens de o reparar sem desmontar tudo?

Desmontagem sem chave: Pois é, em cidade ou numa estrada rural, nem sempre temos a chave certa para desmontar a roda se houver um furo. Com esta técnica, não precisas de chave, vais reparar a tua bicicleta de cidade em qualquer local e com poucas ferramentas!
Uma reparação mais rápida. É também mais rápido, sobretudo quando se trata de um furo na roda traseira… Vais ganhar o tempo de montagem e desmontagem da roda: se estiveres com pressa, é sempre uma vantagem!

– E sem te sujares: Uma outra vantagem para os citadinos: não nos sujamos quando reparamos um furo sem remover a roda! Afinal, quando removemos a roda traseira, devemos também manipular a corrente. Não desmontas a roda, as tuas mãos permanecem limpas (se o pneu estiver também limpo).

EM QUE BICICLETAS UTILIZAR ESTA TÉCNICA?

Numa BTT ou numa bicicleta de estrada, esta técnica é menos utilizada, porque as rodas estão equipadas com sistema de bloqueio rápido.

Em contrapartida, se te deslocares numa bicicleta de cidade, bicicleta de trekking, bicicleta elétrica ou BMX, as rodas estão frequentemente fixas por parafusos/porcas. Se regressares do trabalho de bicicleta, provavelmente não tens contigo uma chave de bocas de 15 para remover a roda em caso de furo.

furo bicicleta

COMO REMOVER A CÂMARA DE AR SEM DESMONTAR?

1 – Posicionar bem a bicicleta

Se estiveres em casa e tiveres a sorte de possuir um suporte de bicicleta, apenas tens de levantar a tua bicicleta e posicioná-la no suporte!

Se estiveres no exterior, é melhor virar a bicicleta ao contrário para que se apoie no selim e nos punhos. Desta forma, terá facilmente acesso às rodas. A operação torna-se difícil se deixares a bicicleta direita.

Proteje o selim e os punhos para não os sujares, ou coloca-te num local limpo.

2 – Desapertar o travão

Porquê desapertar o travão se se quiser desmontar o pneu? Simplesmente porque vais passar a câmara de ar entre o calço do travão e a jante, para a posicionar entre o quadro e a roda.

Os travões V-Brake, por exemplo, desprendem-se facilmente. Nos outros tipos de travões, basta girar a roda de regulação para o mínimo.

3 – Desmontar o pneu e remover a câmara de ar

Usa dois ou três desmonta-pneus e desmonta o pneu da tua bicicleta. Se a câmara de ar ainda tiver ar, esvazia-a por completo.

Um conselho: No caso de uma roda traseira, remove o pneu do lado oposto ao da corrente, para evitar incómodos.

Remove em seguida a câmara de ar, passando-a entre a jante e o calço do travão, para a posicionares junto ao eixo da roda.

4 – Encher a câmara de ar e sinalizar o furo

Posiciona a câmara de ar entre o quadro e a roda, junto ao eixo, para poderes fazer a câmara de ar circular entre o quadro e a roda, quando cheia! É neste local que se tem mais espaço.

REPARAR O FURO APÓS REMOVER A CÂMARA DE AR

Apenas falta efetuar as etapas clássicas para reparar um pneu furado com um conjunto de reparação para bicicleta:

– secar a câmara de ar;

– se possível, lixar o local do furo;

– aplicar a cola e aguardar 4 a 5 minutos;

– posicionar o remendo e pressionar durante alguns minutos;

– verificar o pneu e remover a agulha se ainda estiver enfiada;

– voltar a colocar a câmara de ar, bem como o pneu, e encher.