QUAL A MANUTENÇÃO DA BTT NECESSÁRIA APÓS CADA UTILIZAÇÃO?

Para que os treinos com mais sujidade sejam sempre agradáveis, deverá efetuar a manutenção da tua bicicleta. Propomos-te algumas sugestões de manutenção a realizar após cada volta de BTT com lama à mistura...

QUAL A MANUTENÇÃO DA BTT NECESSÁRIA APÓS CADA UTILIZAÇÃO?
QUAL A MANUTENÇÃO DA BTT NECESSÁRIA APÓS CADA UTILIZAÇÃO?

1. A LIMPEZA

Numa primeira fase, remove as rodas e instale o quadro num suporte de pé ou em qualquer dispositivo que tenha sido concebido para manter a bicicleta de pé.

A dica: usa um apoio para corrente para manter a corrente em tensão e posição durante esta fase.

Com uma escova para roda livre, remove as sujidades e depósitos acumulados entre os carretos.

Aplica um desengordurante no pedaleiro, nos desviadores dianteiro e traseiro, em cada elo da corrente e nos carretos.

Recorrendo a uma escova de pelos duros, faz penetrar o desengordurante e deixa atuar durante alguns minutos, depois enxagua com água e sabão.

Podes agora limpar o resto da roda (incluindo o pneu e os raios) com uma escova grande e água com sabão.

Enxagua com água limpa, depois lava a corrente, os desviadores e os pratos. Esfrega todos estes elementos com uma esponja demolhada em água com sabão.

Por fim, com outra esponja, passa o resto da bicicleta, de cima abaixo, por sabão.

Enxagua toda a bicicleta com água limpa, depois usa um pano seco para secar todas as zonas húmidas, antes de passares à fase seguinte.

2. A LUBRIFICAÇÃO

Esta fase é indispensável após a lavagem, caso contrário a bicicleta irá oxidar. Confirma que a bicicleta foi bem seca, porque esta operação não será eficaz se permanecer água nas peças lubrificadas.

Deposita algumas gotas de lubrificante nos pivôs dos desviadores dianteiro e traseiro e na corrente.

Observação: coloca um pano por baixo da corrente, para absorver o excesso de óleo.

A nossa dica: depois de lubrificar a transmissão, pedala e muda as mudanças, para utilizar todos os carretos e pratos. Irás assim lubrificar toda a transmissão de forma rápida e eficaz.

Se tiveres substituído alguns cabos e/ou as bichas, lembra-te de introduzir algumas gotas de lubrificante na bicha e no novo cabo. Ativa várias vezes o cabo para distribuir bem o lubrificante em todas a bicha.

QUAL A MANUTENÇÃO DA BTT NECESSÁRIA APÓS CADA UTILIZAÇÃO?

Observação: É também necessário lubrificar regularmente os antigos cabos.

Lubrifica regularmente os cubos e a caixa do pedaleiro. Já a caixa de direção precisa de menos manutenção.

A nossa dica: podemos furar o quadro abaixo do pedaleiro, para que a água retida no interior dos tubos possa ser eliminada. Irá assim proteger a bicicleta e o eixo de pedaleiro. No entanto, cuidado, algumas bicicletas são frágeis. Se não te sentires seguro, recorre a um especialista para esta etapa.

QUAL A MANUTENÇÃO DA BTT NECESSÁRIA APÓS CADA UTILIZAÇÃO?

3. AS VERIFICAÇÕES DE ROTINA

Depois de teres limpo e lubrificado a bicicleta, procura folgas anormais.

Inspeciona o quadro à procura de amolgadelas ou fissuras, sinais precursores de um risco de rutura.

Se o quadro for em alumínio, verifica tudo o que tem rebites (por exemplo: guia de cabos, dropouts)

Examina também o indicador de inserção localizado por baixo do aperto do espigão de selim, porque pode fissurar.

Verifica também o empeno das rodas e o funcionamento dos travões.

Por fim, observa cuidadosamente o guiador, mais especificamente perto dos apertos do avanço. É frequentemente nesta zona que o guiador pode partir.

Para pedalar durante mais tempo, efetua esta manutenção regular após cada saída. A durabilidade do teu material será prolongada, a tua segurança garantida e o teu prazer reforçado.